Filie-se você também ao nosso sindicato!

Clique Aqui

Família Agradece A ajuda de Bombeiros Civis Em Betim MG

“Se minha família dependesse dos bombeiros eles tinham morrido todos”, desabafa moradora de Betim.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, são 30 mortos, 2.620 desalojados e 911 desabrigados. Segundo o Inmet, BH registrou o dia mais chuvoso dos últimos 110 anos nesta sexta-feira (24). Val Reis, avó de três crianças feridas por causa da chuva em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, criticou a demora do Corpo de Bombeiros para chegar ao local e exaltou o trabalho de voluntários do Jardim Teresópolis.

“A comunidade do Jardim Teresópolis, Beco Fagundes, foi essencial para meus parentes estarem vivos hoje porque foram os primeiros a chegar. Quero agradecer a bombeiro civil que chegou também…[…] O bombeiro [Corpo de Bombeiros] demorou demais. Se a minha família dependesse dos bombeiros eles tinham morrido todos. Demorou demais. A gerência do Corpo de Bombeiros gente, vão pensar mais aí na periferia. O povo na Savassi [bairro na Região Centro-Sul de BH] não tá caindo casa não, mas nós na favela tá desmoronando. O povo está morrendo, e a corporação não chega”, afirmou.

Em nota, o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais esclareceu que, “considerando o volume descomunal de chuva constante que se abateu sobre a região metropolitana de Belo Horizonte nos últimos dias, mais de 148 chamados simultâneos foram registrados em nosso sistema operacional, somente na região de Betim. Bombeiros militares estavam em condições para se deslocarem para a Vila Teresópolis, mas recebemos a atualização de que a situação já estava sob controle e nossos militares seguiram para outra ocorrência na mesma região. Nas últimas 48 horas, atuamos em mais de 6.000 ocorrências relacionadas ao período chuvoso esclareceu a nota.